Veja a real importância de fazer um check-up

Fazer um check-up significa realizar uma série de exames gerais de rotina, como os cardiovasculares, de sangue ou para indicar glicose e gordura no organismo. Dessa forma, é de suma importância para manter a qualidade de vida e cuidar da saúde. Graças ao check-up, é possível fazer uma ampla prevenção contra doenças, detectando problemas de maneira precoce, dando chances muito maiores de tratá-los, curá-los e até mesmo prevení-los antes mesmo que eles ocorram.

A frequência de um check-up médico pode variar conforme idade e a condição do paciente. Alguém que nasceu em uma família com pessoas que sofrem de hipertensão, por exemplo, precisa cuidar da saúde desde cedo e fazer os exames de rotina em idades menores. Em geral, recomenda-se que o check-up seja feito uma vez por ano a partir dos 40 anos. 

Quais exames realizar em um check-up?

Os exames compreendem ao setor cardiovascular, portanto, a ênfase é dada aos exames cardiológicos e de sangue. O diagnóstico obtido pelos exames permite dizer se está tudo bem com o coração do paciente e que hábitos podem ser adotados para uma vida mais saudável, como atividade física.

Um check-up médico é constituindo, então, pela seguinte série de exames:

Glicemia de jejum

Feito para medir a taxa de glicose nas correntes sanguíneas, que dá o diagnóstico de hipoglicemia ou hiperglicemia, ou seja, diz se o paciente tem níveis muito altos ou muito baixos de açúcar no sangue.

Hemoglobina glicada

Outro exame para medir a glicose no sangue, esse com base no consumo de açúcar dos últimos 90 dias.

Hemograma completo

Exame que avalia o panorama das células sanguíneas. Ajuda a diagnosticar uma série de doenças.

Creatinina

Exame que indica a situação de funcionamento dos rins.

Ureia

Complementa o exame de creatinina e também avalia os rins.

Potássio e sódio

Mede o nível dessas substâncias no organismo, dando suporte para avaliar situação renal, equilíbrio ácido/básico, função neuromuscular e pressão arterial.

Triglicérides

Indica o metabolismo de gorduras no corpo e fatores de risco para doenças cardiovasculares.

Colesterol total e frações

Avalia os níveis de colesterol na circulação sanguínea, tanto o bom (HDL), como o ruim (LDL). Ajuda a prevenir e mensurar problemas de entupimento de artérias, causadas por colesterol alto, e calcular risco de doenças cardiovasculares.

TSH – hormônio tireoestimulante e T4

Mostram como está o funcionamento da glândula da tireoide.

Urina tipo 1

Conforme o aspecto da urina, como o PH, os minerais, as proteínas e a densidade, indica se existem infecções no sistema urinário. Ajuda na prevenção de doenças hipertensivas e metabólicas. 

Ecocardiograma

Ultrassom que mostra o coração e indica como está o fluxo sanguíneo, o tamanho, forma das válvulas, espessura do músculo e o funcionamento do órgão de modo geral. Também mostra o estado dos grandes vasos, da aorta e da artéria pulmonar.

Eletrocardiograma

Mede como está a atividade elétrica do coração, como velocidade, ritmo e quantidade de batidas. Ajuda a identificar doenças como arritmia cardíaca e infarto

Teste ergométrico ou de esforço

Avalia as reações do coração ao submeter o paciente a esforço físico. Frequência e ritmo cardíaco e a pressão arterial são medidos.

Conte com a Rio Norte Saúde para cuidar de você

Oferecendo todos os exames de check-up para avaliar a sua saúde, a Rio Norte Saúde possui toda a estrutura necessária para cuidar não só de você, mas da sua família inteira. São mais de 15 especialidades e diversos exames, com atendimento humanizado e de qualidade. Confira agora mesmo e agende a sua consulta!

Câncer de mama: conheça os sintomas

O câncer de mama é um tumor maligno que aparece e se desenvolve nas mamas por resultado de uma alteração genética. As células da região passam a se dividir descontroladamente. Esse tipo de câncer é o que mais mata mulheres em todo o planeta.

Os tipos e subtipos de câncer de mama são diversos, mas o diagnóstico tende a revelar se o tumor é ou não invasivo, seu tipo histológico, sua extensão e a avaliação imunoistoquímica.

Como é dado o diagnóstico do câncer de mama?

É realizado o exame de mamografia, que detecta a presença de irregularidades na mama e ajuda não só a detectar, mas também a prevenir o câncer. Caso algo incomum apareça no exame, é preciso realizar uma biópsia com o tecido da mama.  Essa biópsia identifica se há células tumorais.

Os médicos, então, estudam os receptores hormonais para saber se o tumor é benigno ou maligno, e traçam sua classificação histológica. O tratamento varia de acordo com o paciente e como as células tumorais se apresentarem.

Além da mamografia, outros exames de imagem que identificam a presença de irregularidades na mama são a ressonância magnética e a ecografia.

Quais são os sintomas?

A maioria dos tumores, quando em fase inicial, não apresentam sintoma nenhum, o que torna o câncer de mama difícil de ser descoberto. Quando finalmente começam a aparecer, eles variam de acordo com estágio e tamanho do tumor. A lista de sintomas é extensa:

  • Ferida na mama;
  • Nódulos aparentes na mama;
  • Alterações nos mamilos;
  • Secreção escura;
  • Pele enrugada;
  • Vermelhidão e inchaço na mama;
  • Nódulos na axila;
  • Feridas na mama;
  • Alteração no formato das mamas e mamilos.

Como curar o câncer de mama?

Quando o tumor é identificado logo em seu estágio inicial, a chance de cura é relativamente maior, pois uma cirurgia para retirada do tumor pode ser feita com mais facilidade, sem comprometer muito as mamas. Em estágio 0 ou 1, as chances de cura ultrapassam os 90%.

As chances diminuem em estágios mais avançados do tumor, mas mesmo assim, sua cura é possível. Tratamentos e cirurgias bem sucedidos em tumores de estágio 3 ou 4 não são raros. Os métodos escolhidos para tratar variam também da idade e condição da paciente.

O câncer pode ser tratado e curado com  cirurgia, quimioterapia,radioterapia, hormonioterapia e imunoterapia.

Conte com a Rio Norte Saúde

Contando com todos os exames para detectar, prevenir e tratar o câncer de mama, a Rio Norte Saúde possui toda a estrutura necessária para cuidar da sua família inteira. São mais de 15 especialidades e diversos exames, com atendimento humanizado e de qualidade. Confira agora mesmo e agende a sua consulta!

O que saber antes de começar a tomar pílula anticoncepcional

Usado para prevenir a gravidez, a pílula anticoncepcional é um método acessível e bastante usado por mulheres hoje em dia. O medicamento diminui drasticamente as chances de engravidar, pois dificulta a passagem dos espermatozoides até o óvulo, além de impedir o amadurecimento do óvulo e sua saída do ovário, se usada corretamente.  

É preciso, no entanto, que a mulher siga rigorosamente o uso, pois os efeitos só são garantidos caso a rotina de ingestão dos comprimidos seja seguida a risca. A dosagem, a frequência e a até o horário de uso devem ser minuciosamente obedecidos. 

Como usar a pílula anticoncepcional?

Recomenda-se sempre que, ao se usar pela primeira vez, a mulher procure um especialista que irá auxiliar no uso, orientando sobre método e dosagem que precisam ser aplicadas. No geral, deve-se iniciar a tomar no primeiro dia de menstruação e então seguir tomando todos os dias durante os dias indicados na cartela. Existem cartelas de 21, 24 e 28 dias. 

Para garantir o efeito completo da pílula, é importante que a mulher faça o uso conforme instruções médicas, ou seja, não esqueça de tomar nenhum dia, tome sempre no mesmo horário, e sempre na dosagem correta.  

Qual a eficácia?

A pílula anticoncepcional, se aplicada corretamente, apresenta um grau bastante alto de eficácia. A taxa de gravidez para quem usa o medicamento seguindo todas as instruções médicas é de 0,2%. A porcentagem tem leve aumento em casos de uso irregular dos comprimidos. Lembrando que não existe método contraceptivo com 100% de eficácia. Nem mesmo o uso de preservativos durante a relação sexual, por exemplo.

Quais são os benefícios? 

Além do já mencionado benefício de ter grande efeito para prevenir uma gravidez, o uso da pílula anticoncepcional pode trazer outros resultados que agregam na qualidade de vida da mulher. Veja a seguir quais são eles:

  • Regulação do ciclo menstrual;
  • Diminuição da frequência e da intensidade das cólicas menstruais;
  • Diminuição da incidência do câncer de ovário, cistos de ovário e doença inflamatória pélvica;
  • Fácil retorno à fertilidade após interrupção do uso;
  • Pode ser usada durante amamentação (minipílula).

Quais são os efeitos colaterais? 

Os efeitos colaterais do uso não são iguais para todas as mulheres, e apenas uma parte deles podem se manifestar. Em determinados casos, podem nem mesmo aparecer. Alguns dos efeitos colaterais que podem aparecer devido ao uso da pílula anticoncepcional são:

  •  Náuseas;
  • Alterações no humor;
  • Nervosismo;
  • Leve ganho de peso;
  • Sensibilidade nos seios;
  • Dor de cabeça leve;
  • Alterações no ciclo menstrual;
  • Espinhas.

Conte com a Rio Norte Saúde

Sua saúde é prioridade pra nós. Somos completos e acessíveis para você cuidar da saúde. Conte com nossos ginecologistas e nossos exames de rotina de ponta para poder escolher o melhor método anticoncepcional. Confira nossos pacotes de exames e conheça nossos especialistas. Que tal agendar uma consulta em nosso site?

Conheça a importância dos exames de rotina para as mulheres

Exames de rotina são importantes para todas as pessoas, principalmente as mulheres que já menstruaram. É comprovado que os cuidados preventivos são a melhor forma de prevenir doenças e diagnosticar problemas logo em seu início. Consultar o ginecologista pelo menos uma vez por ano é essencial para saber se a saúde está em dia e como anda o organismo. Inclusive, adotar hábitos saudáveis é também uma forma de prevenir doenças;

Exames de rotina: saiba quais são os principais e sua importância

Existem diversos exames de rotina que devem ser feitos por mulheres todo ano e saber quais são eles e sua importância é essencial para saber o que está bem e o que precisa de atenção no corpo feminino. Engana-se quem pensa que o ginecologista é um médico que trata apenas do aparelho reprodutor feminino O ginecologista é o médico da mulher, sendo assim, ele está responsável por diversos aspectos e pode pedir exames que dizem respeito a saúde geral. Conheça os exames essenciais para prevenir doenças e atente-se:

Cada faixa etária demanda um tipo de atenção

Todas as mulheres precisam de atenção, mas cada faixa etária possui exames específicos para avaliar a saúde. Mulheres que iniciaram a vida sexual agora e são mais jovens precisam de exames gerais, assim como mulheres na menopausa precisam avaliar a saúde dos ossos por causa da mudança hormonal. Já as mulheres idosas precisam avaliar a presença de doenças como hipertensão e diabetes, além de se preocupar com a saúde em geral. Confira:

  • até 30 anos: Para mulheres que tiveram a primeira relação sexual até os 30 anos são mais jovens, sendo assim, os exames mais pedidos são: papanicolau, hemograma completo, sorologia para doenças sexualmente transmissíveis, ultrassom transvaginal e autoexame de mama (para verificar a presença de tumores).
  • 30 a 40 anos: Nessa fase da vida da mulher a incidência de câncer de colo de útero e mama aumentam, sendo assim, os exames se focam nessas áreas: sendo que o exame mais pedido é a mamografia, além dos outros de rotina.
  • 40 a 50 anos: Nessa fase da vida da mulher geralmente chega a menopausa, que é a pausa da menstruação, marcada por diversas mudanças hormonais. Sendo assim, o perfil dos exames muda: densitometria óssea, papanicolau, raio x toráxico, testes hormonais e outros exames para avaliar o impacto da menopausa no corpo são feitos.
  • Acima de 50 anos: Mulheres acima dos 50 anos e as idosas precisam se preocupar com a saúde também. Os exames de sangue e de imagem são comuns, mas exames para avaliar a saúde dos órgãos também são pedidos para saber se há presença de doenças como diabetes, hipertensão e riscos de AVC, por exemplo.

Certifique-se de que sua saúde está bem

Mesmo que a mulher esteja bem, fazer exames de rotina é ideal para saber se existe algum problema de saúde oculto e que precisa de atenção. Mulheres com histórico de doenças hereditárias da família precisa redobrar sua atenção e fazer exames para saber se ela também possui essas doenças.

Conte com a Rio Norte Saúde

Para nós sua saúde é prioridade, portanto somos completos e acessíveis para você cuidar da saúde. Conte com nossos ginecologistas e nossos exames de rotina de ponta. Conheça nossos pacotes de exames e conheça nossos especialistas. Que tal agendar uma consulta em nosso site?

5 sinais que o corpo demonstra quando a saúde não está bem

Nem sempre é possível identificar facilmente, mas o corpo dá sinais de que a saúde não está em nível máximo. Entender quando o corpo está esgotado é essencial para tratar a causa dos sintomas ou descansar mais, se for o caso. Infelizmente, no cotidiano e com as obrigações diárias nem sempre é possível parar e se preocupar com a saúde, mas é muito importante se preocupar com esse bem tão importante.

Seu corpo está com a saúde prejudicada? Entenda os sinais

Infelizmente, muitas doenças só são diagnosticadas quando já estão em nível alarmante ou até mesmo sem querer em um exame de rotina, por exemplo. Para evitar eventos como esse, é muito importante fazer exames com frequência anual, além de compreender os pequenos sinais de que o corpo dá. Por exemplo, unhas quebradiças e queda maior de cabelos pode ser sinais de desordens hormonais na tireoide. Conheça outros 5 sintomas importantes e cuide da sua saúde:

Cansaço mais que o normal

Após um dia cheio de tarefas, trânsito, estresse e muitas preocupações, é normal se sentir cansado. Mas se uma boa noite de sono não recupera as energias e o corpo já amanhece cansado todos os dias, pode ser que algo não está certo com a saúde. Doenças como anemia, depressão, diabetes e até mesmo insuficiência cardíaca podem tornar a pessoa cansada.

Ganho de peso

Isso mesmo! Nem sempre comer mais que o ideal é a principal causa do ganho de peso. Disfunções hormonais, hipotireoidismo, depressão e outros transtornos podem gerar um ganho de peso abrupto e sem grandes motivos. Investigar isso é muito importante e em um simples exame de sangue podem ser descobertas várias pistas da doença que está causando isso.

Dor de cabeça

Quando dizem que a dor é um aviso de que algo no corpo não vai bem, é verdade. Apesar de já ter ocorrido pelo menos uma vez em 90% da população mundial, a dor de cabeça é um sintoma que merece atenção. Podendo indicar um simples problema de visão, a dor de cabeça pode chegar a ser indicativo de tumores cerebrais. Dores constantes de cabeça devem ser investigadas. Inclusive, cada tipo de dor de cabeça pode indicar um problema.

Pele manchada

Nem sempre a pele manchada é devido ao verão ou micose. Manchas brancas podem indicar hanseníase, sífilis e até mesmo vitiligo. Essas doenças possuem diversos agravantes e precisam ser investigadas. Infelizmente, pequenas manchas na pele não chamam a atenção, mas são importantes!

Urina alterada

A urina é um importante indicativo da saúde e nela são eliminadas diversas toxinas do corpo. Quando a urina está com cor diferente, apresenta mau cheiro ou tem dificuldades em ser expelida é porque algo não vai bem. Investigar a urina pode indicar desde desidratação como uma infecção nos rins, por exemplo.

Conte com a Rio Norte Saúde para cuidar de você

Contando com todos os exames para avaliar a sua saúde, a Rio Norte Saúde possui toda a estrutura necessária para cuidar da sua família inteira. São mais de 15 especialidades e diversos exames, com atendimento humanizado e de qualidade. Confira agora mesmo e agende a sua consulta!

Coronavírus: saiba o que é, como tratar e se prevenir

Para todas as doenças do mundo, inclusive o coronavírus, o alerta é sempre o mesmo: prevenir é a melhor solução! Muito comentado ultimamente, o novo coronavírus começou a ser noticiado em dezembro de 2019 e foi considerado uma pandemia mundial, ou seja, está se espalhando de país em país. Mas, apesar de parecer assustador, o vírus possui baixíssimo nível de mortalidade, onde ele começou os níveis de transmissão estão cada vez menores e as pessoas curadas estão aumentando progressivamente.

O que é preciso saber sobre o coronavírus?

O coronavírus é uma doença que vem assustando o mundo, mas o medo é inimigo da cura. É preciso saber mais sobre a doença, conhecer seus sintomas, formas de tratamento e principalmente, prevenção! Separamos informações úteis para que você saiba o que é mais importante sobre o coronavírus e como ficar imune a esse novo vírus mundial. Confira com atenção:

Afinal, o que é coronavírus?

Pode parecer difícil de acreditar, mas coronavírus na verdade é uma família de vírus conhecida desde meados de 1960, mas com a diferença de que o coronavírus descoberto em dezembro de 2019 é uma nova mutação chamada de COVID-19. Se trata de um vírus que causa infecções respiratória em animais e humanos. O novo coronavírus começou em Wuhan, na China e existe a suspeita de que ele começou a se espalhar por causa da ingestão de animais, como morcegos e cobras infectados, por exemplo. Mas isso ainda não foi confirmado.

Atente-se ao sintomas

Esse novo vírus gera em quase todos os casos problemas respiratórios que geralmente não resultam em complicações. Os principais sintomas do COVID-19 são semelhantes a um resfriado comum, isso mesmo! Coriza, dor de garganta, tosse seca e febre são os sinais que mais acometem os pacientes.

O vírus acaba por ser mais violento para pessoas com sistema imunológico enfraquecido ou que já tenham alguma doença respiratória preexistente, sendo assim, ele pode gerar dificuldades respiratórias e outras doenças muito mais graves como bronquite e pneumonia.

Como tratar?

Infelizmente algumas pessoas ficam assustadas quando sabem que não existe um tratamento específico para esse vírus, mas essa é a verdade. Assim como no caso de muitos outros vírus, o ideal é medicar os sintomas causados pelo vírus e esperar seu ciclo terminar, ao passo em que o paciente fica em repouso, se alimenta corretamente, ingere uma alta quantidade de líquidos e se atenta aos sintomas. Se haver complicações pulmonares o ideal é que o médico seja procurado para tomar as providências corretas.

É possível se prevenir do novo coronavírus? Existe vacina já?

Infelizmente, ainda não existe uma vacina contra o COVID-19, mas ela já está sendo criada. Inclusive, apesar da vacina ainda não existir, existem diversas formas de prevenção! Preste atenção nas principais formas de se prevenir:

  • Lavar as mãos durante 20 segundos ao chegar em casa (inclusive entre os dedos,embaixo das unhas e até o cotovelo);
  • Proteger tosses e espirros;
  • Utilizar álcool em gel quando não for possível lavar as mãos corretamente;
  • Evitar contato com pessoas com alguma doença respiratória;
  • Evitar estar em multidões (shows, locais fechados, transporte público, entre outros);
  • Sair de casa somente quando necessário e tente manter distância de 2m entre outras pessoas.

Rio Norte Saúde

Rio Norte Saúde é uma policlínica localizada em Madureira-RJ e possui mais de 15 especialidades. Conte conosco para fazer seus exames de rotina, responsáveis pela prevenção de muitas doenças.

puerperio

Você sabe o que é puerpério?

O puerpério é um período que dura de 45 a 60 dias e ocorre imediatamente após a gravidez. É caracterizado pelo ciclo em que o corpo da mulher irá passar por diversas transformações anatômicas e funcionais depois do parto.

No puerpério o corpo da mulher irá voltar ao seu estado anterior à gravidez, gerando alterações hormonais, fisiológicas e até mesmo emocionais.

Afinal, o que acontece no puerpério?

O puerpério, também chamado de resguardo ou quarentena, é um momento repleto de descobertas, mudanças hormonais, emocionais e, apesar de ser um momento especial onde a mulher está conhecendo seu bebê e está começando uma nova rotina de cuidar do filho, não é um período fácil, portanto as orientações do obstetra são essenciais. A mulher pode sofrer com cólicas no útero, queda brusca hormonal que gera sintomas diversos, problemas emocionais e outras. É muito importante que nesse momento a mãe tenha apoio da família e do obstetra, sabendo que não está sozinha. Saiba mais sobre o puerpério:

Quais as fases do puerpério?

O puerpério possui 3 fases, sendo elas o puerpério imediato que ocorre entre o 1º ao 10º dia do parto, o puerpério tardio, que ocorre do 11º ao 42º dia pós parto e por fim o puerpério remoto, que ocorre após o 43º dia. Durante o puerpério no geral, a mulher sofre uma espécie de pequeno corrimento com sangramento vaginal, que conforme os dias vão passando ele vai ficando mais claro, até tornar-se amarelado. No puerpério a mulher não menstrua e portanto não está fértil.

Nessa fase a mulher sente muitas diferenças nas mamas, que ficam doloridas, na barriga que permanece inchada após a gravidez e com o tempo vai diminuindo, cólicas por causa da regressão do tamanho do útero, desconforto vaginal (em caso de parto normal), que pode estar inchada e inflamada. Em alguns casos a mulher pode sofrer de incontinência urinária.

O que a mãe precisa saber sobre o puerpério?

A mulher precisa estar consciente que todas essas mudanças em seu corpo são normais e de que ela não precisa se pressionar para que tudo volte ao normal em poucos dias. O puerpério leva mais de 45 dias e é perfeitamente normal.

É importante lembrar que as relações sexuais são recomendadas após 40 dias do nascimento do bebê, já que antes pode trazer desconfortos e até mesmo infecções, em casos de mulheres que fizeram cesárea. É importante esperar esse período e optar por outras formas de intimidade.

É importante salientar que a questão menstrual, uso de anticoncepcionais e outras informações específicas devem ser conversadas com o ginecologista. Nenhum detalhe deve ficar para trás, já que é importante ter controle sobre a ovulação e possibilidade de engravidar novamente.

Conte com a Rio Norte Saúde

A policlínica Rio Norte Saúde possui mais de 15 especialidades a seu dispor e com preços especiais. Nossos especialistas estão mais do que preparados para te acompanhar nessa fase importante do puerpério e te auxiliar. Agende uma consulta!

exames na gravidez

Exames que precisam ser feitos durante e após a gravidez

A gravidez é o sonho de muitas mulheres e, mesmo se não for planejada, é necessário que a mulher faça diversos exames durante e depois da gestação. Isso é muito importante tanto para saber sobre seu estado de saúde, como para garantir que o bebê nasça saudável e cresça bem. Sendo assim, existe uma lista de exames obrigatórios durante o pré natal e até mesmo depois da gravidez.

Como ter uma gravidez saudável?

Ter uma gravidez saudável é um desejo de muitas mulheres, já que geralmente irá promover um nascimento tranquilo e consequentemente influenciará positivamente na saúde do bebê. Fazer o pré natal é a principal indicação para se conseguir acompanhar cada fase da gestação, além de poder descobrir o sexo do bebê e prever a data do nascimento. Saiba mais sobre quais são os exames indispensáveis na gravidez e após o parto:

12 exames obrigatórios na gravidez

Durante a gravidez, a mulher precisa obrigatoriamente fazer os seguintes exames: hemograma, tipo sanguíneo e fator Rh, glicemia, VDRL (para diagnosticar sífilis), exame de HIV, teste para rubéola, CMV (para diagnosticar citomegalovirus), teste para toxoplasmose, teste para hepatites B e C, ultrassom e papanicolau.

Esses exames são para se certificar de que a mulher está com saúde e sem doenças prejudiciais para o bebê, como a sífilis, que pode causar cegueira e problemas neurológicos. 

Quais os tipos de ultrassom que devem ser feitos na gravidez?

Durante a gravidez, além dos exames laboratoriais e testes para doenças infecciosas, é essencial que sejam feitos os ultrassons para avaliar o crescimento do bebê, sua saúde, peso e muito mais. É importante lembrar que com o ultrassom é possível descobrir malformações, algumas síndromes e problemas genéticos. Muitas mulheres procuram o ultrassom para descobrir o sexo do bebê e poder ver seu rostinho antes mesmo do nascimento com o ultrassom 4D.

Entre os exames de ultrassom que devem ser feitos na gravidez, pode-se citar: ultrassom transvaginal, ultrassom morfológica do primeiro trimestre, ultrassom morfológica do segundo trimestre, ultrassom obstétrica, ultrassom com doppler colorido. Os ultrassons em 3D e 4D são opcionais.

E depois da gravidez, quais exames fazer?

Muitas mulheres após a gestação não cuidam de sua saúde, podendo apresentar hipertensão, infecção urinária, diabetes, alterações na tireóide e trombose. Sendo assim, depois da gravidez é recomendado que a mulher faça um check-up que envolva diversos exames de sangue, assim como os exames de imagem para saber a saúde geral dos órgãos e do coração. Cuidar da própria saúde é essencial para ter vigor para cuidar do recém nascido.

Conte com a Rio Norte Saúde

Contando com todos os exames que a mãe e o bebê precisam durante e depois da gravidez, a Rio Norte Saúde possui toda a estrutura necessária para cuidar da sua família inteira. São mais de 15 especialidades e diversos exames, com atendimento humanizado e de qualidade. Confira agora mesmo e agende a sua consulta!

Quais as principais DSTs existentes e como tratá-las?

As DSTs, como o próprio nome indica, são doenças sexualmente transmissíveis, quando o sexo é feito sem proteção, ou seja, sem camisinha. Algumas delas, felizmente, tem cura com o correto diagnóstico e tratamento, como no exemplo da gonorréia e sífilis. Contudo, existem doenças que não tem como extirpá-las ainda, como no caso da AIDS, em que o sistema imunológico do paciente sofre um grande enfraquecimento, expondo-o a muitas doenças. É importante lembrar que apenas o uso de camisinha na relação sexual já é suficiente para barrar a transmissão dessas doenças!

Doenças sexualmente transmissíveis: conheça mais sobre elas e previna-se

Apesar da AIDS não ter cura, existe tratamento para controlar os sintomas e aumentar a qualidade de vida do paciente. As outras DSTs possuem cura e podem ser facilmente tratadas se o portador da doença procurar atendimento assim que perceber os principais sintomas. Procurar ajuda não é sinal de vergonha e os profissionais da saúde não irão julgar o paciente, pelo ao contrário, irão orientar e prescrever o tratamento mais eficiente para o caso, por exemplo. Conheça mais sobre as DSTs mais comuns e como tratá-las. Confira e agende sua consulta com o ginecologista!

AIDS (HIV)

a AIDS é uma doença causada pela infecção do vírus HIV, chamado também de vírus da imunodeficiência adquirida. A AIDS caracteriza-se por ser uma infecção que compromete gravemente o sistema imunológico, fazendo com que ele não proteja o corpo dos agentes externos como bactérias, células cancerígenas, parasitas e até mesmo outros vírus.

Infelizmente, o HIV é um desafio para a medicina e sua cura ainda não foi encontrada, mas o tratamento atual envolve fortalecer o sistema imunológico do paciente com diversos medicamentos. A AIDS pode ser transmitida pelo ato sexual sem camisinha, assim como pelo compartilhamento de seringas infectadas.

Sífilis

A sífilis é uma DST causada pela bactéria Treponema pallidum e tem como característica inicial o aparecimento de uma pequena ferida nos órgãos sexuais. Essa ferida não dói, não coça e nem arde. Em alguns dias essa ferida some, dando a entender que o paciente está curado, sendo que não está. Se não for tratada ela continua a crescer e apresentar manchas no corpo do paciente, assim como em sua fase mais grave ela pode atacar o sistema nervoso central causando sintomas irreparáveis como cegueira, paralisias e até mesmo depressão.

Atualmente a sífilis tem cura que é feita pela ingestão de antibióticos como penicilina G ou eritromicina.

Gonorréia

Considerada a DST mais comum, a gonorréia é causada pela bactéria Neisseria gonorrhoeae. Ela apresenta sintomas diferentes em homens e mulheres, mas os mais comuns são coceira na região genital, acompanhada de pus, sangramento, dores de gargante e a presença de inflamação no local e ardência ao urinar. A gonorréia possui cura, mas precisa ser tratada rapidamente com o uso de antibióticos adequados. Inclusive, com a medicação adequada essa doença é extirpada em 3 dias.

HPV

HPV é um vírus, chamado de Papiloma Vírus Humano. Ele causa verrugas e lesões na pele do paciente, assim como é mais perigoso nas mulheres, já que pode gerar lesões internas no útero, que podem se transformar em câncer posteriormente. Esse vírus possui cura, mas precisa ser investigado corretamente para não causar câncer posteriormente.

Outras doenças sexualmente transmissíveis

Existem ainda outras DSTs, como por exemplo:

  • Herpes genital;
  • Tricomoníase;
  • Clamídia;
  • Hepatites virais;
  • Donovanose.

Conte com a Rio Norte Saúde

A policlínica Rio Norte Saúde possui mais de 15 especialidades a seu dispor e com preços especiais. Aproveite para agendar sua consulta com o ginecologista!

Anticoncepcional DIU | Rio Norte Saúde

Métodos Contraceptivos de Longa Duração: DIU e SIU

Hoje vamos falar de outros dois métodos contraceptivos de longa duração que já iniciamos em outro post, o DIU de Cobre e SIU Hormonal (Mirena). Ambos são métodos seguros e eficazes em prevenir a gestação, podem ser utilizados em meninas que já iniciaram a sua vida sexual, mesmo antes de terem filhos.

Não comprometem a fertilidade futura, mas podem causar cólicas abdominais, geralmente de fraca intensidade, portanto toleráveis.

O DIU de Cobre é um método não hormonal que tem como grande vantagem o tempo de duração, 10 anos. No entanto muitas mulheres não se adaptam por aumentar o fluxo menstrual.

O SIU Hormonal ou Mirena, como é mais conhecido, libera a progesterona gradualmente no útero. A absorção para corrente sanguínea é pequena, o que determina poucos efeitos colaterais. Sua durabilidade é de 5 anos.

Não perca tempo, agende sua consulta com o seu Ginecologista!

Page 1 of 3

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén