Ultrassonografia Translucência Nucal em Madureira

Ultrassonografia Translucência Nucal em Madureira - RJ

Ultrassonografia Translucência Nucal em Madureira é um exame usado para medir a quantidade de líquido na área do pescoço fetal durante um exame de ultrassom realizado entre as 11 e 14 semanas de gravidez. Este teste é usado para calcular o risco de deformidade ou síndrome do bebê (por exemplo, síndrome de Down). Quando há uma deformidade ou doença genética, o feto tende a acumular líquido no pescoço, portanto, se a medida da translucidez do pescoço aumentar para mais de 2,5 mm, isso significa que algumas mudanças podem ocorrer em seu desenvolvimento.

Portanto, as alterações mensuradas nesse exame não confirmam que o bebê tem uma doença ou deformidade genética, mas apenas indicam um risco aumentado dessas alterações.Neste caso, o obstetra precisará de outros testes, como a amniocentese, para confirmar ou excluir o diagnóstico.

Quando fazer o exame?

Este teste deve ser realizado entre a 11ª e a 14ª semana de gravidez, pois o feto tem entre 45 e 84 milímetros de comprimento e a medição da translucidez da nuca pode ser calculada. O ultrassom morfológico no primeiro trimestre também pode saber disso, pois além de medir o pescoço do bebê, também ajuda a identificar malformações ósseas, cardíacas e dos vasos sanguíneos.

Qual a vantagem do Ultrassonografia Translucência Nucal em madureira?

Com esse exame você pode entender o risco de seu bebê ter síndrome de Down. O maior fator de risco para essa síndrome é a idade materna. Acredita-se que, quando a mãe tiver mais de 35 anos, o risco de doença aumente. No entanto, apenas cerca de 30% dos fetos com síndrome de Down nascem em mulheres com mais de 35 anos de idade. A maioria dos fetos com síndrome de Down nascem de mulheres jovens.

Esse exame pode determinar quais pacientes jovens apresentam risco aumentado com base nas medidas realizadas e quais pacientes mais velhas podem ser classificados como de baixo risco. Se o risco for baixo, é bem difícil que o bebê tenha essa síndrome.

Qual a eficácia desse exame?

Os testes de triagem (como medir a translucência) não são perfeitos. Eles conseguem separar grupos de alto risco, mas mesmo entre os grupos de baixo risco identificados por meio de testes, podemos ter fetos com síndrome de Down. Reconhece-se que a sensibilidade do pescoço translúcido é de cerca de 80% a 90%. Isso significa que 80% a 90% dos fetos com síndrome de Down serão classificados como "alto risco". Portanto, cerca de 10% a 20% dos fetos com síndrome de Down têm medidas normais de translucidez do pescoço.

Pré-agende sua consulta

Agendamento Online

de Consulta

Clique no botão abaixo e faça agora mesmo o agendamento de sua consulta.

Agendar

Valor do exame:

R$ 99,90

O que fazer se o exame der resultado alterado?

Se o resultado do exame indicar que o bebê possui a translucência nucal maior que o ideal, recomendamos uma biópsia da vilosidade coriônica ou amniocentese para confirmar o diagnóstico, já que esses testes podem analisar o cariótipo do bebê. O cariótipo pode não apenas diagnosticar a síndrome de Down, mas também uma série de outras alterações cromossômicas.

Se os resultados do cariótipo forem normais, o bebê ainda poderá ter outras doenças (como uma deformidade cardíaca). Portanto, nesses casos, o método recomendado é realizar um exame morfológico detalhado entre 20 e 24 semanas e examinar o coração fetal, chamado ecocardiografia fetal.

Pergunte ao Doutor

Pergunte ao
Doutor

Preencha o formulário para entrar em contato conosco via e-mail e tire suas dúvidas.

Gostaria de receber uma ligação gratuita?

NÓS TE LIGAMOS! Informe seu telefone que entraremos em contato o mais rápido possível.

Você já é a 5 pessoa a solicitar uma ligação.

Gostaria de agendar e receber uma chamada em outro horário?

Você já é a 5 pessoa a solicitar uma ligação.

Deixe sua mensagem! Entraremos em contato o mais rápido possível.

Você já é a 3 pessoa a deixar uma mensagem.

Logotipo Whatsapp dentro de círculo esverdeado
Whatsapp Ligar Entre em contato